Você está visualizando atualmente Tráfego orgânico ou Pago? Qual a melhor estratégia para se investir?

Tráfego orgânico ou Pago? Qual a melhor estratégia para se investir?

Acredite! Essa é uma dúvida mais do que recorrente para todos os tipos e tamanhos de empresas e empreendedores em nosso país: tráfego orgânico ou pago? Qual é a melhor estratégia a ser adotada para o meu empreendimento, levando-se em consideração o retorno ( ROI ) a médio e longo prazo? Ficou na dúvida? Então confira esse artigo especial na íntegra e descubra como escolher!

Primeiro de tudo, é necessário você analisar a qual segmento você está atualmente enquadrado, e qual público-alvo você deseja alcançar, incluindo condição financeira, região, segmentação avançada e por aí vai. O ideal é sempre estudar afundo quais são as características do seu investimento online, e quando me refiro a investimentos, estou incluindo também os investimentos do seu tempo para adicioná-lo ao âmbito digital. Isso é muito importante para que você tenha êxito e saiba exatamente qual é a melhor opção de tráfego, sendo orgânico ou pago.

Para melhor entender o conceito, o tráfego orgânico nada mais é do que um modelo que não possui um custo financeiro diretamente ligado, ou seja, modelo este que o visitante acessa o seu site ou blog, por exemplo, através de um resultado de busca proveniente do Google, Bing ou Yahoo!, em função da indexação do seu conteúdo com as técnicas de SEO (o mais provável). Em outras palavras, caso a palavra que o internauta tenha digitado seja efetivamente uma palavra-chave utilizada em qualquer artigo relevante do seu site com a intenção de melhorar o ranqueamento nacional, o seu empreendimento aparecerá entre os resultados.

Sobretudo, como de costume é sempre importante deixar claro que qualquer medida é sempre visando a médio e longo prazo, em função não somente da produção de conteúdo como um todo, mas também de entregar o que realmente seu público deseja. Com o tempo, você acaba tornando-se referência no seu nicho mercadológico, podendo alcançar novos objetivos na internet. Porém, para isso é necessário que tenha que produzir conteúdos visando atender essas demandas ainda não concebidas por outros concorrentes na internet. Lembre-se: diferenciais competitivos são os melhores pontos para você destacar-se dos demais e conseguir os resultados almejados em meio a multidão. Só depende de você! Ainda assim, é importante lembrar que para que o seu negócio consiga ganhar posições satisfatórias nos buscadores não é uma tarefa muito simples, quem dirá uma tarefa rápida com resultados estrondosos a curtíssimo prazo, como muitos pensam.

Na prática, é necessário realizar uma pesquisa de forma consistente caso queira permanecer na posição alcançada. Agora, em relação ao tráfego orgânico, você pode ter mais ou menos uma noção do que se trata. Efetivamente, será necessário pagar para que os visitantes chegem até o seu site e / ou blog na internet, sendo o meio mais comum através de anúncios publicitários veiculados nos principais meios digitais. Além disso, é importante analisar muito bem novamente o seu público-alvo e segmentação, incluindo uma série de aspectos, para identificar ao certo quais serão as métricas utilizadas para cativar o seu público e posteriormente entregar o anúncio para a pessoa ideal, pois de nada adianta investir pesado em marketing digital para um público que não tem relação alguma com o assunto ora abordado. Como previsível, para manter o tráfego ativo nessa modalidade, será necessário manter os respectivos anúncios devidamente ativos.

Com o tempo, você pode acabar fidelizando um público bem interessante na internet em função dos anúncios, igualmente como vemos constantemente com outros produtos e serviços que são anunciados na mídia tradicional e / ou na mídia moderna, como é o caso do YouTube, por exemplo. De uma forma bem prática, os anúncios que você pode criar é realizado através de plataformas como o Facebook Ads, Google AdWords e/ou Bing Ads, onde você pode especificar exatamente qual público você deseja alcançar, de forma a conter as palavras-chave escolhidas por você e, somente quando clicarem nele (CPC – conhecido como custo por clique), você precisa pagar a cada interação direta.

Porém, em alguns casos, o CPM (conhecido como custo por mil) também é aplicado, ou seja, a cada mil visualizações / impressões, será pago um valor menor. Para manter a taxa do seu tráfego pago constante é necessário ter sempre anúncios ativos. Afinal, sem anúncios esse tipo de tráfego irá decair. E para crescer é importante que cada anúncio seja adequado às mídias nas quais serão divulgados.

Portanto, para que você saiba ao certo qual é a melhor estratégia a investir para o seu negócio, é necessário analisar a disponibilidade de recursos para investimentos e qual é o propósito desejado, sendo que bem aplicado você consegue resultados a curto prazo com o tráfego pago, por exemplo, devido você escolher exatamente o público que tem interesse com o seu produto ou serviço. Portanto, ambos os tráfegos se complementam e não existe um que é melhor que o outro. Analise seu mercado e veja quais são as melhores opções para você e seu negócio, considerando os prazos de retorno (ROI)!

Deixe um comentário