Você está visualizando atualmente Funil de vendas: saiba de uma vez por todas como gerar mais resultados

Funil de vendas: saiba de uma vez por todas como gerar mais resultados

Poucos gestores se dão tão bem quanto aqueles que aplicam a metodologia do funil de vendas para atrair mais vendas para o seu negócio.

E em um mercado totalmente concorrido, fica difícil não considerar uma estratégia tão eficiente quanto é o funil de vendas – ou melhor, a estratégia de sucesso que o seu negócio tanto precisa!

Se você não sabe o que é funil de vendas, fique ligado(a): funil de vendas, se refere a todas as etapas que um cliente em potencial leva para chegar até o último estágio, isto é, as vendas de um serviço ou produto.

Mas não é só isso – e eu vou te explicar o porquê – o funil é uma metodologia eficaz quando se trata de atrair e fidelizar os clientes para um negócio. Agora você ficou curioso(a), acertei?

Pois fica sossegado, que vou te explicar passo a passo e de forma resumida, o que é funil de vendas. Vamos lá?

O que é Funil de Vendas?

Embora seu conceito seja bem simples, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que é funil de vendas e como efetivá-lo dentro de um negócio.

Basicamente, funil de vendas (ou pipeline) é o método mais simples para que as empresas gerenciem os processos de vendas com mais eficiência, a equipe comercial, e até propriamente a caminhada do cliente para uma tomada de decisão de compras.

Ou seja, você pode criar outras estratégias que mais se adequem ao seu negócio e ao do cliente para que ele possa se tornar engajado com a sua marca – assim se tornando um cliente recorrente.

Além disso, essa metodologia também pode ser moldada de acordo com as exigências do seu negócio – Só pra ter uma ideia, alguns pipelines de venda têm seis etapas, quanto outros, apenas três, e por aí vai.

Modelo AIDA: a Origem do Funil de Vendas

Se você acha que esta é uma técnica que chegou junto com os avanços da tecnologia, então você está completamente enganado sobre o que é funil de vendas.

O funil de vendas surgiu lá atrás em 1898, por uma cara chamado Elias Elmo Lewis.

No começo, o modelo ainda era bem limitado, mas tinha como objetivo principal apresentar como funciona o comportamento do ser humano até a última etapa de compra.

Isto é, o que leva uma pessoa, de fato, a comprar produtos ou serviços? Que ações a maioria das pessoas tomam?

Dessa maneira, é possível presumir todos os passos que cada pessoa toma ao adquirir produtos ou serviços. Legal, né?

Além disso, o modelo AIDA sugere que cada consumidor passe por até quatro etapas até atingir o objetivo final de compra, que são:

  • Atenção: não adianta apenas “querer” vender produtos/serviços, você deve criar estratégias para atrair clientes afim de que eles conheçam a sua marca;
  • Interesse: após a descoberta, é hora dele descobrir os detalhes do seu produto ou serviço, de maneira que ele se sinta interessado pelo seu negócio;
  • Desejo: agora as pessoas já conhecem a sua marca e sabem o que você vende, que tal criar estratégias para que eles se sintam desejados pelos seus serviços, isto é, apresentar soluções para os seus problemas?
  • Ação: tudo feito, é hora de realizar suas vendas – É aqui também que você consegue fidelizar seus clientes à sua marca.

Quais são as Etapas do Funil de Vendas?

A estrutura de um funil de vendas é bem simples, e pode ser organizada em até três etapas – como expliquei no começo do texto.

E, embora existam muitos modelos, o que menciono aqui hoje, é o modelo de três etapas de vendas. Vamos ver?

  • Topo (estágio de descoberta e aprendizado da marca): nessa etapa, você deve apresentar conteúdos que agreguem valor à vida dos clientes e solucionem suas dúvidas, isto é, utilizar estratégias de atração (tais como marketing de conteúdo);
  • Meio (reconhecimento-solução): nessa etapa, você deve elaborar conteúdos que solucionem os problemas dos seus clientes, e usá-los para capturar novos leads, tais como e-books;
  • Fundo (tomada de decisão de compra): assim que um cliente se torna um lead, é hora de você criar campanhas de marketing (e-mail, por exemplo) que os incentive a comprar seus produtos – Use o marketing ao seu favor.

Se você é profissional de marketing ou mesmo dono de uma pequena empresa, entender o que é funil de vendas trará um avanço significativo para o seu negócio e na maneira como você lida com seus clientes, principalmente quando falamos de gerar mais vendas.

Além disso, levando em conta a vasta concorrência que existe no mercado corporativo, fica difícil não adotar um pipeline de vendas – quando você já o conhece.

Sem contar, é claro, que você consegue ter mais controle sobre sua equipe, seus clientes, e até mesmo sua gestão de marketing.

Imagine o quanto você poupará entregando conteúdo de qualidade para quem realmente se interessa pela sua marca? Sem isso, é como se LITERALMENTE você estivesse atirando no escuro.

E aí, já tem ideia de qual modelo de funil de vendas implementar no seu negócio? Me conta nos comentários!

Deixe um comentário